(41) 3402-5235 | (41) 3618-0043 | (41) 9 9162-1330 | (41) 9 8875-2642 | (41) 3074-7482 clinicafagundes@gmail.com

Não é só a pele que envelhece. Os cabelos também. Se por um lado, a pele fica mais frágil, ressecada e perde a elasticidade, de outro, com o passar dos anos os fios também ficam mais finos, fracos, sem vida e demoram mais para crescer.

Mas, esse processo natural pode ser acelerado a partir de hábitos diários. Quem alerta é o Dr. Lucas Telles, dermatologista especialista em tricologia médica. “Fatores como estresse, exposição cumulativa aos raios de sol, poluição, cigarro, deficiências nutricionais, entre outros, contribuem para o enfraquecimento capilar ao longo do tempo”, diz o Dr. Lucas.

A prevenção ainda é o melhor remédio para evitar o envelhecimento não só dos fios, mas do corpo como um todo. Na lista de hábitos saudáveis estão: boa qualidade do sono, horários equilibrados, alimentação rica em proteínas e nutrientes, evitar o estresse, não fumar, entre muitos outros. Ajudam, também, cuidados especiais com os fios, como:

– uso de protetores térmicos antes da exposição ao sol ou do uso de secadores, chapinha, babyliss, entre outros modeladores.

– criar uma boa rotina de limpeza do couro cabeludo em casa, visando nutrir, reconstruir e hidratar a haste do fio.

– apostar nos produtos de finalização e tratamento capilar, que incluem biotina (vitamina B7 ou B8) e podem ser encontradas também em alimentos como gema de ovo, cereais integrais, amendoim e nozes.

– evitar doenças do couro cabeludo, como caspa e psoríase, que aceleram o processo de envelhecimento local.

– Não ter receio de tratamentos médicos especializados, como MMP Capilar e aplicação de LED.

Em resumo, não existe fio saudável sem um couro cabeludo saudável e isso se reflete na vitalidade dos fios. É possível minimizar o impacto da idade também no cabelo, combinando cuidados em casa com tratamentos médicos, desde que sejam indicados por medico especialista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Vale à pena!