(41) 3402-5235 | (41) 3618-0043 | (41) 9 9162-1330 | (41) 9 8875-2642 | (41) 3074-7482 clinicafagundes@gmail.com

Você tem olheiras? Se elas te incomodam, saiba que existem várias formas de tratá-las… e não é dormindo com duas rodelas de pepino no rosto! :c)

O primeiro caminho é a prevenção, adquirindo hábitos saudáveis de vida, como melhorar a qualidade do sono, evitar a exposição ao sol, não consumir álcool ou cigarro, reduzir o estresse, ter uma boa dieta alimentar e remover bem a maquiagem antes de dormir. Se você já faz tudo isso e suas olheiras continuam marcando seu rosto, o dermatologista Dr. Fernando Fagundes mostra a você um pouco mais sobre as possibilidades de tratamento desse tipo específico de mancha.

Para tratar as olheiras, é importante identificar seu tipo, que são cinco e apresentam causas distintas:

olheiras profundas ou estruturais – possuem coloração castanha com cavidade do globo ocular mais profunda, criando uma sombra. São programadas geneticamente, de acordo com a estrutura óssea;

olheiras pigmentares – com cor amarronzada, mais comum em peles negras e morenas, que são tipos de melasma, causada pelo acúmulo de melanina na região dos olhos;

olheiras sanguíneas – com coloração arroxeada. Elas surgem com o aumento da vascularização das pálpebras inferiores, tornando os vasinhos sanguíneos visíveis.

olheiras vasculares – são ligeiramente azuladas e apresentam inchaço na região. Caracterizam-se pela presença de substâncias que mancham a pele, como a melanina e a hemossiderina.

olheiras mistas – tipo mais comum de olheira, surge por vários motivos: genética, hábitos pouco saudáveis, pigmentação, flacidez, bolsas de gordura, ou tudo junto!

O procedimento mais comum é associar tratamentos cosmiátricos (estéticos) com dermocosméticos clareadores. Entre as opções estão: preenchimento com ácido hialurônico, procedimentos com laser e luz pulsada, skinboosters, peelings e microagulhamento. A quantidade de sessões depende muito do nível de profundidade ou mancha da olheira. Assim, vale prestar atenção o quanto antes a essa região nobre do seu rosto, para tratar as olheiras ao longo do tempo, consultando sempre um médico dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.