(41) 3402-5235 | (41) 3618-0043 | (41) 9 9162-1330 | (41) 9 8875-2642 | (41) 3074-7482 clinicafagundes@gmail.com

Se você notou que sua fisionomia ficou pesada e com aspecto “derretido”, principalmente na região da mandíbula e do pescoço, é quase certo que você apresente sinais de envelhecimento facial. Dependendo do grau, pode ser que uma cirurgia facial seja o mais indicado. Mas, não precisa ficar preocupada com o procedimento ou com o estigma de ficar com a face tão esticada que seus movimentos faciais fiquem prejudicados. A medicina evoluiu e preza pelo resultado natural.

A cirurgia facial é indicada quando o ocorre a perda do contorno facial, para correção da flacidez e reposicionamento dos tecidos, quando os procedimentos minimamente invasivos não surtem mais os resultados esperados. Afinal, há muitos fatores que afetam a aparência da nossa pele e corpo e, entre eles, estão os hábitos saudáveis e a genética de cada pessoa.

O lifting facial é um dos procedimentos cirúrgicos indicados para reposicionar os tecidos, dando um “up” no seu visual. Também chamada de ritidoplastia, o lifting busca “levantar” os tecidos, levando-os a seus lugares de origem. O método deixa uma cicatriz próxima à orelha, quase imperceptível.

“O procedimento melhora o aspecto do rosto, trazendo a jovialidade da paciente e valorizando a face”, explica a Dra. Marina Fagundes, otorrinolaringologista especialista em cirurgia facial. Mas, atenção: o lifting facial não melhora a textura da pele. Por isso, recomenda-se a complementação do procedimento com preenchedores, lasers e/ou toxina botulínica, conforme indicado para cada caso.